"Fanete Costa"
Acróstico

 
 

                             Fonte inesgotável de indescritível sinceridade
                            
Ansiosa,  quando impulsionada ao exercício do bem
                            
Não se contém ao deparar-se com a morosidade
                             E, na angústia alheia, "você" sofre também
                            
Tens o dom da escrita; adepta da honestidade
                            
Enquanto que palavras vazias, não lhe convém.

                             Como raios de sol, se estendendo por toda a terra
                            
O cintilar das estrelas regozijantes em torno da lua
                            
Sob a imensidão da natureza, assim, o teu fulgor encerra 
                            
Tua alma generosa, oh! Fanete, no espaço flutua
                            
A ti, minh'alma exaltada e agradecida... descerra.
 

 Antonio Dirceu Borelli
   
 

Sempre fui apaixonada por gente. Já pensei ter grandes amigos, porém,
muitos apontaram-me apenas as falhas e poucos foram os que pararam para
perceber a minha verdadeira essência.
Obrigada, Dirceu.  Fanete costa


 

                                                                         

É proibida a reprodução total ou parcial do material contido
neste site sem a expressa autorização do autor.
Copyright©2012, Fanete Costa

Designer Fanete Costa                                                  Webmaster corcel negro.®