Indelével Saudade!

 
Saudade que me acerca
Confiança incerta

Saudade de você aqui dentro
Estamos juntos, mas fugiu o sentimento.

Saudade de quando acreditava piamente
Hoje ouço e finjo acreditar simplesmente

Saudade do nosso intercambio fremente
Tristeza por senti-lo um perto-ausente

Saudade de quando olhavas e me via
Saudade daquele que atento me ouvia

Saudade do estarei com você sempre
Cansada de me sen
tir impotente

Saudade ...saudade....saudade
Agoniza um amor e essa é uma realidade

Saudade do tente mais uma vez
Mas a certeza de quem tudo fez!

Saudade da lutadora
E sem animo para qualquer acometividade
Reconheço... só me resta a real aceitabilidade!

Ah...minto!!!
Restou algo a mais...

SAUDADE de quando não sentia
Essa tão dolente SAUDADE!

Fanete Costa
      

                                               

Designer Fanete Costa                                   Webmaster corcel negro.®